top of page

Imagem não é nada. Sede é tudo.

Aqui estamos, em um mundo onde fotos profissionais são a moeda corrente para ascender profissionalmente. O que me fez lembrar o famoso slogan da Sprite, "Imagem não é nada, sede é tudo," lançado nos anos 90, que provocava os jovens com uma crítica sobre o uso apelativo da "imagens" na publicidade em comparação com o "sabor" dos produtos. Lá se vão 30 anos, mas o "arrasta pra cima" das redes sociais elevou essa questão à máxima potência, indo muito além das fotos produzidas em estúdios - agora a exposição é da nossa vida (até pessoal).


Mas, eis que surge nesse cenário um profissional que desafia os padrões estabelecidos em busca de uma conexão mais autêntica. Navegando pelas ondas digitais, e opta por não usar imagens profissionais em suas redes sociais, tomando uma decisão consciente.


Você já pensou sobre o assunto? Faria o mesmo?


Até que ponto precisamos expor nossa vida para alcançar o sucesso? Muitos dirão que a imagem é nossa marca, e fotos profissionais são como os produtos que vendemos. Mas será que essa é a única maneira de prosperar? Como publicitária, acredito na força das ideias, na capacidade de comunicar mensagens impactantes. A imagem pode ser uma ferramenta poderosa, mas não é a única. A autoridade de uma marca é construída dia a dia a partir da entrega de resultados.


E em última análise, a decisão de usar ou não a sua imagem para impulsionar a carreira é totalmente pessoal ou empresarial. E o mais importante, uma boa equipe de comunicação e agência de publicidade pode desenvolver outros tipos de estratégicas. 


Lembre-se, somos donos das nossas narrativas, e você tem sede de quê?


Comments


bottom of page